Muitos reviram os olhos quando escutam falar do Team Building, outros sentem ranço. E se você tampouco conhece o termo, não se preocupe: estamos aqui, saindo em defesa desse método, para te contar o que é e ainda mostrar o porquê do Team Building ser tudo o que a sua equipe precisa.

Vamos começar pelo começo: Team Building é sobre a construção de equipes, como o próprio nome sugere. É uma ferramenta que celebra a dinâmica e a fluidez dos relacionamentos no trabalho. E quão benéfico isso pode ser, quando lembramos que estamos inseridos numa sociedade que nos exige, cada vez mais, que abracemos o novo? Aos olhos de empresas obcecadas em gerar propósito e mudança, incentivar o time a desenvolver e nutrir um olhar mais aguerrido diante dos desafios pode soar como oportunidade, conforme a gente te mostra aí embaixo.

No Team Building, conectar-se com fluidez e sem amarras é a chave do sucesso

Aqui, micro e macro revoluções andam lado a lado. Diversas atividades da estratégia exploram saberes que não estão em formações tradicionais. O propósito é desenvolver protagonismo e conexões individuais e com o mundo ao redor do aluno.

No curso da Sputnik, por exemplo, há um módulo totalmente dedicado à dança. Na aula, a corporeidade é um código para novas teias de contato e de reconhecimento com a identidade pessoal e do outro. Cientista social e dançarina, Sabrina Ginga coordena o módulo e coleciona histórias de alunos que, por meio de diferentes compassos, aprenderam novos dialetos para se comunicarem consigo mesmos e com o seu time.

“Há muitos feedbacks positivos sobre novas perspectivas que a pessoa conseguiu criar sobre a própria identidade e um sentido mais amplo que conquistou dos seus colegas de trabalho. A dança em si é um convite para olhar o mundo. Conecta as pessoas não apenas com outras pessoas, mas com ela mesma. E dentro de uma busca por encontrar o propósito, cada um, quando se permite à arte, trabalha com competências decisivas para o ambiente corporativo: uma dialética mais ampla com o mundo à sua volta e uma consciência mais plena do seu corpo e das expressões que vão gerar uma confiança maior para dialogar”, explica.

Os dados já revelam: em terra de relações em colapso, quem tem engajamento é rei

Vivemos um tempo de grandes paradoxos. Um deles é estar diante de gerações que querem se envolver com trabalhos que estejam em sintonia com a sua visão de mundo e propósitos pessoais. Mas atualmente esse desejo não corresponde à realidade. De acordo com uma pesquisa global realizada pela Gallup, 85% dos profissionais que estão ativos no mercado no mundo todo não se sentem engajados ou comprometidos com o trabalho. Os resultados apresentam ameaças à produtividade e ao desempenho das empresas.

Investir em uma estratégia que promove o fortalecimento de laços com a equipe, como o Team Building, é navegar contra a maré do desânimo — e ter a certeza de que tem um time que não vai deixar a peteca cair.

É preciso estar aberto e disposto para fazer parte da mudança

A Era Digital está desafiando empresas a investirem em equipes cada vez mais preparadas tecnicamente para os códigos e os inputs das novas linguagens da informação. É necessário ter um olhar multidisciplinar e atento à velocidade das transformações.

As atividades do Team Building exigem foco, raciocínio rápido e inteligência emocional — ingredientes que não podem faltar para quem quer protagonizar as maiores inovações dos nossos tempos. Na metodologia do curso in company de Team Building da Sputnik, Sabrina destaca as lições importantes da dança para o mundo corporativo, a disciplina com as práticas técnicas e o sentimento de coletividade presente nos grupos artísticos por onde transita — vivências que os alunos têm contato nas aulas.

“A partir da dança, aprendemos a ter um senso mais atento ao nosso redor. A ter uma criticidade que solidifica olhares periféricos, que no mundo corporativo é importante para ter foco nos detalhes e uma visão mais sistêmica dos negócios”, conclui.

Protagonismo e forte adaptabilidade diante de mudanças imprevisíveis também são habilidades que o Team Building convida a equipe a desenvolver. Quem está preparado para o futuro sabe aproveitar oportunidades em diferentes línguas: abusa da criatividade para gerar o novo. Esse é o nosso clube. E o seu, qual é? 

Com o Team Building, faça do diálogo o seu mindset para causar impacto

O nosso curso de Team Building tem como carro-chefe a conexão dos indivíduos como mola propulsora de mudanças. Dos poderes da sintonia da corporeidade até a potência do diálogo olho a olho, desenvolvemos atividades que vão capacitar o seu time a criar o laço necessário para gerar grandes revoluções. Saiba mais aqui.