Não há sala de aula que caiba, exclusivamente, numa tela. Sabe por quê? Porque aprender passa, também, pela aprendizagem social. O olho no olho, a leitura corporal, as relações travadas num mesmo ambiente físico. Mas, pera, isso quer dizer que aprendizagem digital não é possível? Negativo. É possível, desde que adaptada, desde que pensada em suas limitações, desde que não exclua processos que só podem ser vividos no presencial. A gente tá confundindo pra esclarecer: no terceiro episódio dessa nossa temporada, vamos falar sobre lifelong learning e metodologia híbrida. Na conversa comigo, dois nerds quanto o assunto é educação criativa e disruptiva: Felipe Fornari, o Pinho, professor do nosso curso queridinho, o Chora PPT, e Felipe Anghinoni, cofundador da Perestroika e professor e sócio da SPUTNiK.