Aprender durante toda uma vida: responsabilidade única e exclusiva do indivíduo ou também um papel social de organizações, ao garantirem a criação de espaços benéficos para que o aprendizado seja livre, criativo e potente? Chamamos ninguém menos que Giuliana Tatini, Head da Mesa no Brasil, e Gustavo Brito, coordenador de educação no grupo Boticário, para discutir como a bandeira do Lifelong learning invadiu empresas e transformou a forma como enxergamos, hoje, os profissionais.