Colaboração se tornou palavra de ordem para as empresas do futuro, mas como criar um ambiente realmente colaborativo que motive sua equipe e aumente a produtividade?

 

Se o ambiente de trabalho é propício à troca de boas ideias, não tem como o trabalho não ser eficiente e produtivo. Isso significa que cada um dos seus colaboradores tem um papel decisivo no resultado final de um trabalho feito a muitas mãos. Só que a atmosfera precisa ser, também, um impulso para a sinergia, empatia e a vontade de crescer juntos. Vamos, neste post, ajudar a sua empresa a construir um ambiente colaborativo de verdade (mesmo que remoto!).                                                                                                                                               

O que você vai ler a seguir:

  • A essência da colaboração
  • Todos juntos, mesmo distantes
  • Uma empresa, vários olhares\
  • Gestão a favor da colaboração
  • Colaborar é se adaptar junto!
  • Colaboração como sinônimo de inovação
  • É tempo de conectar e capacitar

 

A essência da colaboração

“Um por todos, todos por um” é uma expressão bem antiga, mas que se torna extremamente atual quando a gente pensa em colaborar. Mas o que sua empresa precisa para ser um espaço aberto à colaboração? Bom, o pontapé inicial nessa jornada em equipe começa na contratação dos talentos. A gente falou aqui no blog recentemente sobre o people analytics, que é o novo viés da gestão de pessoas com foco em dados e avaliações na busca pelos melhores profissionais do mercado. Nessa metodologia, o que importa é colocar as pessoas no centro da empresa, afinal são elas que constroem o dia a dia de trabalho, e para isso, encontrar colaboradores que são essenciais para a implementação de estratégias inovadoras é o primeiro passo para ter um ambiente baseado na troca de habilidades, experiências e conhecimentos.

Agora que sua equipe está formada, é preciso ter um olhar afiado para destacar o potencial de cada membro do seu time para que as tarefas e responsabilidades sejam muito bem divididas, explorando assim o que cada um traz para o convívio harmonioso e eficaz dentro da organização. Vale ressaltar aqui que a liderança tem também um papel decisivo para colocar a colaboração em prática: o bom líder é aquele que engaja, que traz os colegas para perto, que extrai deles até mesmo as habilidades que nem eles sabem que possuem. As lideranças são parte da essência da colaboração porque inspiram e motivam, e mais do que isso, ajudam na construção de uma cultura colaborativa.

 

Todos juntos, mesmo distantes

2020 nos pregou algumas peças, não tem como negar, e uma das que mais afeta a nossa rotina de trabalho é o trabalho remoto. Muita gente já estava acostumada com o home office, mas para a maioria das empresas, muitas coisas precisaram ser repensadas. E a pergunta que surge nesse novo cenário é: como manter a equipe colaborando entre si se eles não ocupam mais o mesmo lugar, o mesmo espaço? 

Calma, mesmo com tanta mudança, a conexão entre as pessoas está sendo potencializada em tempos de pandemia. O jeito em que nos comunicamos com a família, amigos, com quem está longe ou na mesma cidade, ficou agora a alguns cliques de distância. A tecnologia está nos ajudando a criar um cenário de transformação e, mesmo em meio à pandemia, a gente está conseguindo se reconectar. Na sua empresa não pode ser diferente, e a cereja do bolo aqui é encontrar ferramentas de comunicação que interligam seus colaboradores, que sejam um convite à troca: aquela mesma sintonia que existia no escritório vai continuar através da tela do computador e do smartphone. Reuniões de brainstorm, palestras, sessões de feedback, discussões sobre novas soluções, aulas na Universidade Corporativa: tudo vai continuar igual, ou até melhor! E sabe por quê? Quando a gente precisa se adaptar, ideias inovadoras surgem e conseguimos aprimorar processos, otimizar a colaboração e trabalhar cada vez mais conectados.

Para continuar conectado:

  • Diversifique os canais de interação
  • Abra chats para conversas privadas
  • Mostre que o diálogo está aberto para quem quiser se expressar
  • Traga games que favorecem a troca entre os colaboradores
  • Incentive happy hours online para que possam conversar sobre outras coisas além do trabalho

 

Uma empresa, vários olhares

Cada colaborador pertence a um setor específico, mas isso não significa que uma troca de ares não seja um respiro (e uma motivação) na rotina deles. A imersão dos profissionais em setores diferentes é um estímulo à colaboração porque faz surgir aquele olhar diferente sobre aspectos que são rotineiros para uns, mas que para pessoas de outras áreas, instiga a criação de novas ideias. Podemos dizer que essa troca (literalmente!) cria um terreno bem fértil para uma interação que é espontânea, natural e, sem sombra de dúvidas, muito bem-sucedida.

A rotação entre setores, que tem espaço para acontecer durante o trabalho remoto, abre caminho para novos aprendizados e, ainda, para que os colaboradores se coloquem no lugar uns dos outros. A metodologia ágil, por exemplo, é uma estratégia que entra aqui para facilitar essa rotação por ter, em sua essência, esse conhecimento macro de sair da zona de conforto da sua área e expandir os horizontes em espaços diferentes, e (adivinha?!) a colaboração entre as equipes. Pra gente lembrar rapidamente, o Agile se baseia nos indivíduos e nas interações mais do que nos processos; em trabalhar com softwares que sejam funcionais; em apostar na colaboração dos clientes; e na resposta às mudanças ao invés de seguir um planejamento de forma restrita. Resumo disso? O colaborador que conhece a empresa por inteiro se envolve muito mais com tudo o que acontece lá dentro, com os clientes, stakeholders e com o mercado. Esse colaborador é, com certeza, um ganho para o espírito colaborativo na sua organização!

 

Gestão a favor da colaboração

Batemos um papo sobre gestão de equipe remota aqui, e percebemos, juntos, que entender o que acontece na realidade de cada colaborador em seu “home sweet home office” é primordial para manter o clima organizacional favorável depois desse furacão que foi a quarentena. Muitos de nós vão continuar no esquema do trabalho remoto por tempo indeterminado, e está tudo bem. Tudo é uma questão de gestão: de tempo, de pessoas, de tarefas, de interatividade e colaboração. A confiança, por exemplo, que é uma premissa das boas relações corporativas, passa a ser decisiva enquanto estamos fisicamente separados. E onde há confiança, há credibilidade, inspiração e muita troca.

Se a sua empresa já tinha um espaço amplo de comunicação, com foco nos diálogos saudáveis e construtivos, esse espaço precisa ser “transferido” para o ambiente virtual. Se isso ainda era uma questão a ser trabalhada por aí, chegou a hora de dar um basta na procrastinação para colocar o diálogo em prática. Conversas, feedbacks, sugestões e críticas são alguns dos pontos que constroem o ambiente colaborativo. Compartilhar experiências, trocar soluções, encontrar novas direções seguindo juntos pelo caminho: esse é o segredo para inspirar o seu time a ir cada vez mais longe!

Parede de tijolos onde está escrito em letras pretas com contorno branco a frase "together, we create!"

 

Colaborar é se adaptar junto!

A cultura da adaptação é um tema em voga nas empresas porque reflete a nossa atual realidade, dentro e fora das empresas. Para acompanhar tantas mudanças, o seu time tem que rever processos, reavaliar ferramentas, desativar o que não funciona no trabalho à distância. E, também, repensar o que une e o que afasta uns dos outros nesse novo cenário. Quando a cultura organizacional é forte, ela se adapta às transformações porque o novo não atrapalha, só potencializa. E o que potencializa os relacionamentos entre os seus colaboradores?

  • Invista na criatividade: não importa se as ideias vêm da liderança, de um setor ou de outro, o que vale aqui é usar essa soft skill para beneficiar as trocas entre os indivíduos. Tão importante quanto disciplina, inteligência ou responsabilidade, uma empresa que incentiva a criatividade sai à frente porque traz o talento de cada colaborador com ela. Afinal, toda empresa deseja estar na vanguarda de seu setor e na vanguarda da inovação. E, para isso, você precisa de funcionários altamente criativos.
  • Procure estranheza: pesquisas mostram que somos mais criativos quando estamos em um ambiente desconhecido. Passar alguns dias na natureza desconectado de todos os dispositivos – uma experiência desconhecida e incomum para a maioria das pessoas – pode aumentar e muito a criatividade. Não dá para fugir da rotina? É só tentar integrar observações valiosas com atividades cotidianas, sendo curioso por descobrir como as coisas funcionam ao seu redor e o que pode ser criado para melhorá-las. Isso vale para relacionamentos, tarefas, processos e para a cultura da empresa.
  • Reative velhos hábitos: revistas que você não lê mais, filmes que detesta, aquela palestra que você salvou mas nunca assistiu. Tudo pode ser um gatilho para a criatividade que leva à colaboração. E isso é, ainda, um bom motivo para criar grupos de discussão específicos com seus times para que vocês encontrem velhos caminhos sob novos olhares.
  • Obtenha feedback de diversas fontes: grupos diversos são mais criativos. Os líderes precisam fazer um esforço para reunir pessoas de diferentes origens e perspectivas, mas também reservar um tempo para conversar com pessoas fora de seu setor sobre suas ideias. Isso resulta em apresentações e novas informações, e aumenta a probabilidade de que uma simples ideia um dia se transforme em um grande sucesso.
  • Dê espaço para a mente descansar: é essencial, em meio a tantas novidades, convidar seu time a parar um pouco, seja em uma aula de meditação, em uma atividade online em grupo ou uma pausa para a ginástica laboral. A criatividade requer espaço, e isso pode explicar por que a meditação demonstra aumentar a criatividade, deixando de lado os pensamentos e padrões existentes na mente para abrir espaço para novos fluxos.

 

Colaboração como sinônimo de inovação

Para ter um ambiente de trabalho colaborativo, desenvolva uma cultura de inovação em seu negócio. Valorize e incentive novas ideias entre os colaboradores, dando a liberdade necessária para inovar. Estar fechada a essas contribuições faz com que a empresa perca oportunidades de melhoria tanto em produtos e serviços quanto nos processos produtivos. Ao criar condições para que a equipe inove constantemente, você estará contribuindo para um ambiente colaborativo em sua empresa focado no bem-estar individual e coletivo.

Inovar é também projetar um ambiente pensando na sua equipe. Seja no trabalho remoto ou no escritório, o espaço físico, o design, os softwares e ferramentas precisam ter a cara dos seus colaboradores. Isso estimula o trabalho em grupo, amplo e sem divisões. Como fazer isso online? Crie salas virtuais específicas onde as pessoas possam tirar um break e trocar informações sobre algum acontecimento, filme, um produto que alguém experimentou, uma comida diferente que pediu, ou só para falar sobre a “dor e a delícia” de se trabalhar em casa tendo a família sempre por perto. Tudo isso, mesmo não sendo sobre o trabalho, favorece a colaboração.

 

É tempo de conectar e capacitar

A gente ama falar sobre capacitação de pessoas porque isso tem tudo a ver com a valorização do profissional. E para que o ambiente corporativo seja colaborativo, investir em treinamento e aprendizado é o que vai fazer com que o profissional sinta que está em constante desenvolvimento. É estímulo, motivação e incentivo que leva aos melhores resultados.

A SPUTNiK pode ajudar a sua empresa a implantar a educação híbrida e disruptiva, proporcionando crescimento para os indivíduos que sua empresa escolheu chamar de seus. Cursos como Keep It Strong, Maker e Vamo Time são opções super bacanas para manter todo mundo engajado, colaborando junto, fortalecendo as relações e descobrindo o poder da conexão. Ah, e uma novidade que já está dando o que falar e pode cair como uma luva no que sua empresa está programando para o final do ano: Spice It Up é mais do que um curso, é uma experiência gastronômica online com vibes de festa de final de ano que mistura pitadas de glamour, inspiração e empatia com uma aula gastronômica especial, conduzida por um time de chefs incríveis. É ou não é o máximo para juntar todo mundo mesmo estando longe? Vem sentar nessa mesa para compartilhar com a gente!